Repúdio à violência sofrida por Mestre Nenê

MANIFESTO DO FÓRUM DA CAPOEIRA DE FLORIANÓPOLIS

Camaradas,
Tod@s bem? Desejamos que sim!

Nesse momento nós em nome do Fórum da Capoeira da Grande Florianópolis estamos assim: falando no coletivo através dele e para ele. Com a intenção de nos manifestarmos solidários em prol do M. Nenê.

O cenário político social em que vivemos, o ideal seria se cada um de nós pudéssemos fazer contato com cada um@ d@s camaradas a todo e qualquer momento; isso para ter certeza de estarmos chegando bem em casa.

Mas chegar bem em casa, já não é mais suficiente, pelos menos não foi para Mestre Nenê. Agora ele já está novamente em casa junto aos seus.

Porém até quando teremos que viver, leia-se: sobreviver, dessa forma? Preocupando-nos em ir e vir, de acordo com a cor da nossa pele, nossa condição social, nosso gênero ou orientação sexual?

Cada vez mais estamos utilizando as redes sociais para nos posicionarmos. Mas e na realidade do nosso dia a dia? O que de fato estamos fazendo para buscarmos sermos mais ativ@s na construção de uma realidade social que é nossa também?

Talvez a pergunta que nos faça refletir melhor: e se fosse comigo?

Nosso repúdio vai para o tratamento abusivo, pela falta de preparo dos agentes da PM, despreparo no atendimento médico, retratado por Mestre Nenê. Até quando teremos outros Mestres Nenê? Até quando teremos o fim de Mestre Môa do Katendê? Obviamente e lamentavelmente eles não são os únicos, todavia retrata a condição de muit@s.

“Não existe abuso de poder, o poder é um abuso.”

Foto: Reprodução/Redes sociais

Axé

#forumdacapoeira
#capoeira
#resistencia
#lutaantirracista