Projeto Capoeira na Escola comemora 18 anos

18anos
No dia 11 de março de 1996, aconteceu a primeira atividade do Projeto Capoeira na Escola em Biguaçu. Foi uma roda de apresentação na Praça Central que marcou o início das aulas na Sociedade Recreativa 17 de Maio. De lá para cá, são 18 anos de trabalho ininterrupto na cidade, sempre tendo a Capoeira como eixo e trazendo todo o universo de cultura afro-brasileira (maculelê, percussão, contos africanos, samba, puxada de rede etc.), o que rendeu à Associação Cultural Capoeira na Escola os títulos de entidade de utilidade pública municipal e estadual.
Livro, CD, peça teatral, intercâmbios nacionais de Capoeira com a presença de mestres veteranos, resgate do Boi-de-mamão com traços afro-brasileiros, aplicação das aulas em diferentes perfis (pessoas com deficiência, idosos, crianças em situação de risco social, adultos), dentre tantas outras ações, são ilustrativos do campo de atuação do Projeto Capoeira na Escola.
Fernando Bueno, conhecido na Capoeira como Mestre Tuti, destaca dois pontos quando solicitado a falar sobre o aniversário do Projeto Capoeira na Escola:
– “Nesses 18 anos de atividade muita gente já praticou Capoeira. Fico muito feliz de encontrar adultos que dizem ter treinado em algum momento de sua infância ou adolescência. Às vezes, levo até um susto pela forma que me recebem, pois a ação inexorável do tempo transforma a todos, e acabo tendo uma pequena pausa até lembrar-me daquela pessoa que treinou lá atrás com as primeiras turmas. Vejo trabalhadores afins; servidores da Prefeitura; empresários de sucesso; policiais; médicos; engenheiros; lutadores; advogados; pais e mães de família que trazem consigo ótimas lembranças dos momentos em que o berimbau ecoava em suas vidas em formação. Alguns, seguiram o mesmo caminho que o meu e hoje são perpetuadores desse trabalho missionário que usa a Capoeira como instrumento de melhorar a sociedade.”
Continua o Mestre Tuti: – “É importante frisar também que em 1998, depois de dois anos de ações em Biguaçu, conseguimos fechar convênio com a Prefeitura Municipal. E isso foi fundamental para que o Projeto Capoeira na Escola se expandisse e permanecesse atuante até hoje. Daquele momento, alguns nomes sempre serão lembrados por nós: Senhora Rose Scheidt Santos; Professora Márcia, Bernardo (Bina) e Salete, ambos servidores públicos; somados aos nomes do casal Amorim, Carlinhos e Darlete, que representam o apoio incondicional dos pais. Nossos eternos agradecimentos a todos que fizeram e fazem parte dessa bonita história.”
Para comemorar os 18 anos de Projeto Capoeira na Escola em Biguaçu, será realizada uma festa no próximo dia 15 (sábado), na Praça Central. Haverá apresentações culturais, aulão aberto de Capoeira Regional com o Mestre Boinha (Fundação Mestre Bimba – Bahia), e, para finalizar, será realizada a Noite do Conto 2014. O convite é aberto a toda a sociedade.

Programação:

15:00 Boi-de-Mamão
15:15 Puxada de rede
15:30 Roda de Capoeira
16:45 Maculelê
17:00 Coquetel
19:00 Aulão de Capoeira Regional com Mestre Boinha
19:45 Roda de Capoeira Regional
20:30 Noite do Conto

Mais informações:
mestretuti@capoeiranaescola.org.br
capoeiranaescola.org.br
(48) 3285 3020
(48) 9613 2189

Fórum Social da Capoeira

DSCN6719
Os grandes desafios colocados para os cidadãos de modo geral em uma sociedade onde se perpetua a cultura do individualismo, e que por consequência alimenta-se o egocentrismo, é a construção de processos coletivos. Parte da comunidade da capoeira da Grande Florianópolis, em um gesto de cooperação, interesse e participação, deu início no dia de hoje, ao processo de organização do Fórum Social da Capoeira da Grande Florianópolis. A participação de todos na data de hoje, foi de suma importância para consolidarmos um processo de autonomia e democracia em prol da organização social e política da capoeira.
A data de hoje marca o reinício de um processo democrático, que há quatro anos vínhamos articulando. Para que possamos continuar avançando no sentido da organização social da capoeira na Grande Florianópolis é preciso que as lideranças dos grupos comecem a pensar de forma plural, e mais que isso, pensar nas coisas que nos unem e não as que nos dividem enquanto capoeiristas.
É preciso pensar grande. Em uma grande roda democrática, onde o jogo não é de um contra o outro, mas de todos a favor de todos.
Abraço a todos e até a próxima!
Mestre Pop

CONVITE ABERTO: REUNIÃO DA CONFRARIA

CONVITE ABERTO

A direção da Confraria Catarinense de Capoeira tem o prazer de convidar dirigentes e lideranças das diversas instituições de capoeira do estado, bem como mestres, professores e interessados, para a reunião de eleição da nova diretoria da Confraria, bem como para avaliar e refletir sobre os diversos assuntos e temas recorrentes sobre a capoeira a nível nacional e internacional.

DATA: 15/03/2014
HORA: 14:00
LOCAL: AUDITÓRIO DO MUSEU HISTÓRICO DE SANTA CATARINA (PALÁCIO CRUZ E SOUZA) – CENTRO – FPOLIS/SC

A filosofia da Confraria Catarinense de Capoeira (TRIPLO-C) é promover a integração e o intercâmbio entre praticantes de Capoeira de diversas instituições, no sentido de contribuir com o processo de democratização e socialização do conhecimento produzido em relação a esta manifestação da cultura afro-brasileira, bem como lutar por políticas públicas de salvaguarda e incentivo da capoeira enquanto esporte luta, arte e cultura.

Diante da necessidade da construção de uma unidade identificada com as problemáticas que envolvem a capoeira nas suas dimensões, é de suma importância a criação de um coletivo sintonizado com as questões e os debates acerca do tombamento da capoeira como patrimônio cultural constituído recentemente. É preciso continuar construindo processos de emancipação e legitimidade para a capoeira bem como para seus profissionais. Deste modo a Confraria Catarinense de Capoeira pretende enquanto instituição civil, plural e democrática somar com as diversas frentes de luta em prol da emancipação social e política da capoeira.

Atenciosamente,

Lourival Fernando Alves Leite – mestre Pop
Presidente da Confraria Catarinense de Capoeira