Danças Populares Afro-Brasileiras

1925060_10201760184231514_208897218_n

Anúncios

Projeto Capoeira na Escola comemora 18 anos

18anos
No dia 11 de março de 1996, aconteceu a primeira atividade do Projeto Capoeira na Escola em Biguaçu. Foi uma roda de apresentação na Praça Central que marcou o início das aulas na Sociedade Recreativa 17 de Maio. De lá para cá, são 18 anos de trabalho ininterrupto na cidade, sempre tendo a Capoeira como eixo e trazendo todo o universo de cultura afro-brasileira (maculelê, percussão, contos africanos, samba, puxada de rede etc.), o que rendeu à Associação Cultural Capoeira na Escola os títulos de entidade de utilidade pública municipal e estadual.
Livro, CD, peça teatral, intercâmbios nacionais de Capoeira com a presença de mestres veteranos, resgate do Boi-de-mamão com traços afro-brasileiros, aplicação das aulas em diferentes perfis (pessoas com deficiência, idosos, crianças em situação de risco social, adultos), dentre tantas outras ações, são ilustrativos do campo de atuação do Projeto Capoeira na Escola.
Fernando Bueno, conhecido na Capoeira como Mestre Tuti, destaca dois pontos quando solicitado a falar sobre o aniversário do Projeto Capoeira na Escola:
– “Nesses 18 anos de atividade muita gente já praticou Capoeira. Fico muito feliz de encontrar adultos que dizem ter treinado em algum momento de sua infância ou adolescência. Às vezes, levo até um susto pela forma que me recebem, pois a ação inexorável do tempo transforma a todos, e acabo tendo uma pequena pausa até lembrar-me daquela pessoa que treinou lá atrás com as primeiras turmas. Vejo trabalhadores afins; servidores da Prefeitura; empresários de sucesso; policiais; médicos; engenheiros; lutadores; advogados; pais e mães de família que trazem consigo ótimas lembranças dos momentos em que o berimbau ecoava em suas vidas em formação. Alguns, seguiram o mesmo caminho que o meu e hoje são perpetuadores desse trabalho missionário que usa a Capoeira como instrumento de melhorar a sociedade.”
Continua o Mestre Tuti: – “É importante frisar também que em 1998, depois de dois anos de ações em Biguaçu, conseguimos fechar convênio com a Prefeitura Municipal. E isso foi fundamental para que o Projeto Capoeira na Escola se expandisse e permanecesse atuante até hoje. Daquele momento, alguns nomes sempre serão lembrados por nós: Senhora Rose Scheidt Santos; Professora Márcia, Bernardo (Bina) e Salete, ambos servidores públicos; somados aos nomes do casal Amorim, Carlinhos e Darlete, que representam o apoio incondicional dos pais. Nossos eternos agradecimentos a todos que fizeram e fazem parte dessa bonita história.”
Para comemorar os 18 anos de Projeto Capoeira na Escola em Biguaçu, será realizada uma festa no próximo dia 15 (sábado), na Praça Central. Haverá apresentações culturais, aulão aberto de Capoeira Regional com o Mestre Boinha (Fundação Mestre Bimba – Bahia), e, para finalizar, será realizada a Noite do Conto 2014. O convite é aberto a toda a sociedade.

Programação:

15:00 Boi-de-Mamão
15:15 Puxada de rede
15:30 Roda de Capoeira
16:45 Maculelê
17:00 Coquetel
19:00 Aulão de Capoeira Regional com Mestre Boinha
19:45 Roda de Capoeira Regional
20:30 Noite do Conto

Mais informações:
mestretuti@capoeiranaescola.org.br
capoeiranaescola.org.br
(48) 3285 3020
(48) 9613 2189